Skip to content
Please check an answer for every question.
Cookie settings

Total may deposit the following categories of cookies: Cookies for statistics, targeted advertising and social networks. You have the possibility to disable these cookies, these settings will only be valid on the browser you are currently using.

Enabling this cookie category allows you to establish statistics of traffic on the site. Disabling them prevents us from monitoring and improving the quality of our services.
Our website may contain sharing buttons to social networks that allow you to share our content on these social networks. When you use these sharing buttons, a link is made to the servers of these social networks and a third-party cookie is installed after obtaining your consent.
Enabling this cookie category would allow our partners to display more relevant ads based on your browsing and customer profile. This choice has no impact on the volume of advertising.

07/03/2016 Notícias

Jacques Azibert inaugura escola em Luanda

26 de Fevereiro de 2016 será relembrado como o dia da inauguração da Escola Margarita, no bairro São Pedro da Barra, no distrito do Sambizanga, Luanda.

A Total E&P Angola, em parceria com a Sonangol e os associados do Bloco 17, financiaram o projecto de construção e equipamento[1] desta escola do 1º ciclo do ensino secundário, que funciona com o apoio do Ministério da Educação. A escola Margarita é gerida pelas irmãs ICAS (Instituto de Coadjutoras do Apostolado Social) e tem 800 alunos matriculados no ano lectivo 2016. Esta iniciativa vem reforçar a política de Responsabilidade Social da Total, que em Angola tem como um dos principais objectivos melhorar a qualidade do ensino no País.

Jacques Azibert, Director Geral da Total E&P Angola presidiu a comitiva de inauguração e durante o seu discurso reforçou os esforços do Grupo sobre esta temática:  “…Isto faz parte do nosso compromisso com este belo País e queremos aqui reiterar a vontade de continuar a contribuir para o desenvolvimento de Angola”.

Para a Total, a aposta na Juventude Angolana continua a ser uma prioridade e a educação apresenta-se como a ferramenta mais eficaz para o efeito.


[1] 14 salas de aulas apetrechadas, sala de professores, laboratório equipado, escritórios de apoio, biblioteca, livros, 8 computadores e um campo polidesportivo.